Power Rangers: Ranger Verde Ano Um (Review)

Neste mês de abril, nós, fãs dos Power Rangers temos muito a comemorar! Enquanto nos cinemas tivemos um ótimo reboot da Série Original, nos quadrinhos a Editora Pixel está nos trazendo a nostalgia de volta!

Em 6 de janeiro de 2016 a Editora Boom! Studios começou a publicar HQs relacionadas ao universo dos Mighty Morphin’ Power Rangers, os Rangers da série de ’94. Certo dia, navegando pelo Facebook verifiquei que seríamos presenteados com a publicação destas HQs aqui no Brasil.

A Pixel compilou o Prólogo e mais 4 edições da série em um encadernado que recebeu o nome Ranger Verde Ano Um.

A HQ começa logo após os acontecimentos da entrada do Ranger Verde para a equipe dos Power Rangers, onde a equipe derrotou Goldar e Tommy se libertou do domínio de Rita Repulsa.

Isso era o que Tommy pensava! Rita ainda está muito presente em sua vida, atormentando-o como um fantasma, causando-lhe alucinações e até ameaça matar sua mãe. Essa situação fica evidente para alguns Rangers como Zack e Billy, mas os outros apenas ignoram, pensando que Tommy ainda está se adaptando às mudanças.

O Prólogo nos mostra a que veio. Temos a Morphagem clássica e pose de luta, monstro gigante destruindo a cidade e Zords lutando. Quero dar um destaque para os Zords, porque eles estão incrivelmente detalhados! Os desenhos de Hendry Prasetya e as cores de Matt Herms dão um ar nostálgico e grandioso. Felizmente nas HQs não existe um limite de orçamento, logo, o uso de recursos é no nível HARD!!

DragonZord e MegaZord lutando juntos

DragonZord e MegaZord lutando juntos

Mas aí, você tá lendo o review e pensa… “blz! não lembro de porra nenhuma da série clássica, como o Ranger Verde aparece? Como é explicado?!”

Eu digo. É simples!

Bulk e Skull são Youtubers e Podcasters!! Eles contextualizam todos o background dos Rangers até o inicio do prólogo logo nas primeiras páginas da Edição 01. E eu aposto que quando ler vai ouvir as vozes dos dubladores e a musiquinha irritante deles! hahahaha

Estção Rangers é nome do Canal do Bulk e Skull

Estação Rangers é nome do Canal do Bulk e Skull

Após a explicação dos inusitados Youtubers, Tommy, sob o domínio de Rita não consegue controlar o DragonZord e quase mata alguns cidadãos. Ao fim da batalha, os Rangers vão ao Centro de Comando se consultar com Zordon, onde os orienta a serem mais pacientes e darem incentivo ao Tommy para que ele tenha mais atenção e questione seus amigos em caso de dúvidas!

Até aqui todos os elementos Originais foram apresentados Rangers, Centro de Comando, Escola, Alameda dos Anjos, Zords, Monstros, Rita e até Bulk e Skull.

Infelizmente Goldar está ausente nessa HQ, sendo mostrado apenas em dois quadros, mas no seu lugar o aproveitamento de Scorpina é maior que na série de TV. Ela e Tommy tem uma luta INCRÍVEL!!!

Ah! Aqui na HQ eles destroem e desmembram os Bonecos de Massa, é foda!

Ranger Verde contra Scorpina

Ranger Verde contra Scorpina

O Plano de Rita é dominar o Mundo, como sempre, mas após inúmeras derrotas, ela quer coletar o Energia Verde Do Caos, exalada por Tommy para criar algo nunca visto! Nem na série de TV.

A HQ cumpre o que promete. Uma agradável leitura com história densa, mas nada sombria! Todo o colorido de sempre está lá, a nostalgia e a essência Power Ranger mantida no talo. Existem takes retirados da série e às vezes você consegue se imergir tanto que até ouve os sons do Centro de Comando e dos Comunicadores. Tem um momento em que “Go, Go Power Ranger” tocou dentro na minha mente!

Cobrindo um pequeno hiato que tivemos na série e ainda complementando a mitologia Ranger, a HQ aborda o motivo pelo qual o Ranger Verde é meio defeituoso, qual é a influencia do personagem sobre a Rede de Morphagem, porque Tommy é fodão!

Nesse encadernado temos de plus um spin-off de Bulk e Skull querendo conquistar a Trini e a Kimberly, se passando de “fake power rangers“. E uma carta de Judd Lynn, produtor executivo da série de TV, onde contou sobre o background da Franquia, dizendo que o nome não seria Power Rangers e o episódio Piloto é vergonhoso, no entanto agradou o Haim Saban, entre outras coisas.

Aguardando ansiosamente as próximas edições!!


Gostou do Review?! Deixe sua opinião nos comentários e sua nota para Ranger Verde Ano Um, caso tenha lido. Logo abaixo, se você não leu, compre pelo link (ou click aqui) e contribua para Pow de Cast a manter nosso conteúdo com a qualidade de sempre.


 

  • 9.5/10
    Roteiro - 9.5/10
  • 10/10
    Artes - 10/10
  • 10/10
    Cores - 10/10
9.8/10

Resumo

Uma verdadeira nostalgia! Em meio a lindos desenhos e um ótimo roteiro, Ranger Verde Ano Um é puro amor a franquia Power Rangers, mostrando que esse heróis vão muito além de monstros de borracha e lycra.

Sending
User Review
0/10 (0 votes)