Paste your Google Webmaster Tools verification code here

Review Guerras Secretas (Saga 2016) – X-Men (Edição 01): A Era do Apocalypse

Primeiro Tie-in com a chancela das Guerras Secretas. X-Men: A Era do Apocalypse é confuso, com o final não muito agradável, porém, uma revisita muito interessante.

Não tenho como afirmar, se os acontecimentos são antes ou no meio da Saga que foi lançada nos 90’s. Magneto continua como mentor do X-Men, Ciclope é caolho e Wolverine maneta, como eram a Saga original.

A missão inicial é salvar Douglas Ramsey, o Cifra. Que é o narrador de todas as 4 edições, que a Panini compilou em apenas 1, aqui no Brasil. Este mutante tem o poder de decifrar qualquer linguagem escrita ou falada. Os X-Men o resgatam para tentar entender o que Apocalypse está tramando.

A missão de resgate foi bem sucedida, porém, nem tanto. Muitos mutantes acabaram morrendo na explosão de um dos vilões, estranhamente o Homem de Gelo morre e parece novamente, mais pro final, acho que os roteiristas esqueceram. Seu ressurgimento tem uma desculpa esfarrapada.

As 4 edições permeiam pelo laboratório do Nemesis, que deseja criar o mutante perfeito e roubar o trono do ditador Apocalipse. Contando com a ajuda do Fera Negro, Essex e Dentes-de-Sabre seu plano é concretizado.

Em meio a esses acontecimentos de mutante perfeito e Cifra narrando a HQ, existe um embate entre algumas equipes de sobreviventes nos guetos desse mundo caído. Pensando em exterminar tudo a sua volta, Apocalypse tem em mãos o Virus Legado, que irá acabar coma vida mutante e mostrar na verdadeira identidade do Homo Superior Perfeito.

Alguns heróis fazem aparições surpresas, Demolidor aparece de forma inusitada e Carol Denvers, a Capitã Marvel, também está presente na trama. Existem diversos Easter Eggs de personagens e Sagas espalhadas pelos cenários.

Com um roteiro raso, com desenhos e traços que lembram a Saga Original. Estranhamente, a maioria dos personagens não possui globo ocular, deixando-os sempre com um ar de estarem em um estado de ira. A colorização está bem bonita, porém, é protagonista de um dos maiores erros. O Fera Negro está com a cor diferente em cada aparição, isso é atrapalha a narrativa por que nos deixa confuso sobre identidade do personagem. E o final tem um Deus-Ex Machine que me causou muita estranheza.

Enfim, ao ler as 116 páginas, percebi que esse Tie-in é muito fraco e não tem quase nenhum impacto nas Guerras Secretas e nem no Mundo Bélico. Uma pena!!

anuncio-guerras-secretas


Gostou da nossa analise? Deixe nos comentários o que achou!

Vamos interagir, galera! Um abração!

Fábio Franzoni

Fábio Franzoni

Cafézinho com sabor de justiça!

Você pode gostar...