Review Legion S01E01 – Chapter One

Legion trabalha muito bem a questão da identidade, memória e emoção com uma narrativa visual atordoante da qual nos deixa um pouco desnorteado. Da primeira vez em que assisti com meu namorado senti um pouco de tédio, mas assistindo novamente para escrever este review, percebi que rola um cansaço mental. No caso desse plot, acho que um cansaço mental é um elogio, levando em consideração que Legion nos leva para a mente de um paciente diagnosticado com esquizofrenia paranoide. É muito bom!

legion chapter 01 | pow de cast

“Chapter 1” começa com uma série de cenas que apresentam o personagem principal David ainda bebê e vai progredindo desde sua infância até a vida adulta, onde imagens felizes dão lugar às cenas de dor, desastre e muita loucura e o mundo ao seu redor passa a engoli-lo em meio aos sussurros e total bagunça. Será que são reais? Ou só imaginação de uma mente insana? Ele mesmo não entende o que se passa com si mesmo. De qualquer forma, essa é uma das representações de descoberta de poder mais arrepiantes que já vi!

Um momento arrepiante é quando David (Dan Stevens) já está adulto, sua irmã vai o visitar no Hopital Psiquiátrico no dia do seu aniversário e, além dela, há mais duas pessoas sentadas ao fundo conversando aparentemente com si mesmas. Eles estão lá de verdade? Ou seria apenas uma impressão telepática? Essa cena é muito estranha, assim como todas as outras ao longo dos SETENTA minutos do episódio. Sim! Chapter 1 tem pouco mais de uma hora. Não sei ao certo se todos terão a mesma duração, imagino que não, mas se tiver, acho que seria mentalmente pesado.

legion chapter 01 | pow de cast

Mas voltando, durante uma reunião entre o psiquiatra e os pacientes, David conhece uma garota chamada Syd Barret (Rachel Keller) que não gosta de ser tocada, BUUUUUT tamanha admiração que David sente pela excêntrica paciente que de repente resolve a pedir em namoro… Ela aceita! WHAAAAT? Bom, eles não se tocam e andam pelos corredores do hospital ligados por um pedaço de pano. Um namoro um tanto, diferente! hehe

legion chapter 01 | pow de cast

Como disse no início, Legion não se preocupa nenhum pouco em apresentar uma narração linear. Ora ele está no hospital vivendo sua vida normalmente, ora está sendo interrogado por um grupo que deseja descobrir o seu poder, ora está zanzando pelas ruas e em alguns momentos lapsos de sua infância pulam pela tela e assim como David, nós passamos o episódio todo nos perguntando o que é real e o que não é?

Tentei não dar muitos spoilers nesse primeiro review para não estragar a experiência de quem ainda não chegou a assistir a série, mas nos próximos espero me aprofundar mais. Então prepare as suas mentes para as cenas mais atordoantes ou faça como o Fábio e eu, assista a um episódio de Powerless para aliviar, assim já pode até aproveitar e acompanhar aos dois reviews aqui no Pow de Cast! Até semana que vem.


Curiosidades:

  • A música que toca no início do episódio é “Happy Jack” do The Who, para mim é uma das músicas mais atordoantes da banda e parece que está em looping infinito;
  • A personagem Syd Barret tem o mesmo nome de um dos fundadores da banda Pink Floyd, aí já dá para imaginar que a série terá muita ligação com easter eggs geniais não só dos quadrinhos, mas com culturas psicodélicas.

Gostou? Comente ou participe dando a sua nota para esse episódio!

 

 

382 Total Views

Carolina Cruz

Nascida no Dia Mundial do Disco Voador. Publicitária, blogueira, podcaster e ávida pesquisadora do trivial. É isso!

Você pode gostar...